Gabigol realiza treino, no Ninho do Urubu — © Alexandre Vidal
Continua após a Publicidade

Desde que a Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou a liberação de público nos jogos do Flamengo, começou uma discussão nos bastidores do futebol brasileiro. Nesta quarta (08), todos os clubes da Série A – exceto o Fla -, se reuniram com a CBF para discutir a isonomia do Brasileirão. Logo após o encontro, o Atlético-MG emitiu um comunicado contrário à posição do Mengo, mas não demorou para voltar atrás no posicionamento e abandonar as demais equipes na luta pelo veto. Veja o novo comunicado:

“Sobre a nota referente à reunião entre os participantes da Série A e CBF, o Atlético informa que 18 clubes serão signatários do pedido que será feito ao STJD, para tentar reverter a liminar obtida pelo Flamengo, referente à presença de público nos jogos válidos pelo Brasileirão.

Continua após a Publicidade

O Galo não será signatário desse pedido por uma questão de coerência e de respeito ao STJD, uma vez que o Clube também obteve liminar favorável ao retorno de público junto a este egrégio Tribunal.

Não obstante o fato de ter a liminar a seu favor, o Atlético decidiu que respeitará o acordo entre os clubes, em nome do fair play esportivo.“

Quando o Atlético-MG divulgou a primeira nota, foi alvo de duras críticas. Isso porque, assim como o Flamengo, o time mineiro conseguiu uma liminar junto ao STJD para a liberação de público em seus jogos. Ou seja, a posição contrária à permissão ao Rubro-Negro vai contra o que o próprio clube pregou no começo da discussão.

Sendo assim, os 18 demais clubes da Série A – exceto Fla e Atlético-MG -, após reunião com a CBF, entraram com ação junto ao STJD para tentar reverter a decisão. O posicionamento do Mengo, no entanto, é bem claro: o clube entende que nem a Confederação e nem os times têm autonomia para resolver a questão, visto que a liberação de público nos estádios é de responsabilidade das autoridades locais.

Por: COLUNA DO FLA

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui