Continua após a Publicidade

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) emitiu uma nota oficial na noite de hoje afirmando que solicitará à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) uma investigação sobre a acusação de racismo feita pelo meia Gerson, do Flamengo, contra Ramírez, do Bahia, após a vitória do Rubro-Negro por 4 a 3 no Maracanã.

“A CBF está solicitando à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva a abertura imediata de uma investigação sobre a denúncia de racismo feita pelo jogador Gerson Santos, do Clube de Regatas do Flamengo, na partida deste domingo (20/12) diante do Esporte Clube Bahia, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A entidade encaminhará ao STJD a súmula da partida, na qual consta o relato da denúncia feita pelo atleta. A CBF reitera seu profundo repúdio ao racismo”, diz o comunicado.

Continua após a Publicidade

Conforme publicado pelo UOL Esporte, a Procuradoria do STJD já havia decidido investigar o caso, usando imagens da partida.

+ Bruno Henrique diz que juiz intimidou jogadores do Flamengo antes do início do jogo

Depois do jogo, Gerson afirmou que Ramírez se dirigiu a ele com as seguintes palavras durante uma confusão em campo: “cala a boca, negro”. Na súmula, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza relatou a acusação do meia do Flamengo, mas escreveu que nem ele, nem nenhum integrante da equipe de arbitragem testemunhou o ato.

Durante o bate-boca em campo, Gerson chegou a discutir com o técnico do Bahia, Mano Menezes, que chamou de “malandragem” a acusação de racismo feita pelo flamenguista contra Ramírez. Após a partida, o Bahia anunciou a demissão de Mano.

+ Após acusação de racismo, Gerson desabafa na rede social

Retirado de: UOL

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui