Gabigol atacante do Flaemngo (Imagem: Alexandre Vidal)
Continua após a Publicidade

No embalo de Gabigol, o Flamengo derrotou o Grêmio de virada na última quinta-feira, por 4 a 2, na Arena e em duelo atrasado pela 23ª rodada do Brasileiro. O atacante marcou um gol (aço) e ainda deu duas assistências, o que o torna o líder de gols (ao lado de Pedro) e passes para tentos do time na temporada.

Em entrevista à “FlaTV”, Gabi falou sobre a sua evolução física e revelou que ainda sente dores (sem especificar o local), frisando a gravidade da lesão ligamentar no tornozelo direito – constatada em outubro de 2020.

Continua após a Publicidade

— Esse ano (temporada) foi um ano um pouco complicado pela lesão que eu tive no tornozelo, uma lesão muito séria… por muito pouco não acabei operando. Ainda tenho alguns traumas, ainda sinto dor. E logo quando voltei, machuquei a coxa, então tinha que ter aquele cuidado quando voltei a jogar para não se lesionar de novo. Não tive uma sequência para estar no meu estado físico ideal, mas creio que agora sim, indo para o quarto jogo seguido. Tenho evoluído fisicamente e melhorado na hora que a gente mais precisa.

— É só com uma sequência de treino e jogos que se pega o estado físico normal – concluiu o camisa 9.

Dentre outros assuntos, ao debater lances do jogo contra o Grêmio, Gabigol também enalteceu a vitória convincente do time de Rogério Ceni.

— Do jeito que a gente venceu fica mais confortável para a gente. Claro que a gente sempre espera a vitória, mas quando você joga bem e vence é muito melhor. Então comemoramos bastante, mas já na volta estávamos pensando no próximo jogo.

+ NOTÍCIAS

Amigo de Jorge Jesus conta detalhes sobre o estado de saúde do treinador após testar positivo para Covid-19

Treinador que criticou Gabigol e Jorge Jesus, sofre goleada de 7 e é rebaixado na Série B

Por: Lance

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui