Continua após a Publicidade

Mesmo após a CBF comunicar ao Flamengo que desconsiderasse o nome de Pedro entre os convocados para as Olimpíadas, a lista de André Jardine divulgada na última semana contém o camisa 21 rubro-negro entre os chamados. Por isso, o Mais Querido irá ao STJD para requerer a liberação do centroavante da relação da entidade.

Vale lembrar que o clube não tem obrigação de liberar o jogador para o evento esportivo, visto que o mesmo não é uma “Data FIFA”. Ainda sim, o rubro-negro deseja se resguardar para não passar por futuros percalços em relação à utilização do atleta.

Continua após a Publicidade

De acordo, com o Lei em Campo, a Medida Inominada no STJD movida pelo Flamengo se baseia no pedido de liberação de Pedro da Seleção Olímpica. O caso se deve ao fato de que, mesmo não sendo obrigado a atender ao chamado da CBF, o camisa 21 não poderá atuar pelo Fla no período em questão, já que seu nome não estará “regularizado”.

 A situação se assemelha ao que aconteceu com Reinier, em 2019. Na ocasião, o Flamengo não liberou o meia e também recorreu à justiça para ter a possibilidade de escalar o jogador.

A advogada especialista em direito desportivo, Fernanda Soares, explicou a situação entre o Mais Querido e a entidade. Ela conta que o rubro-negro cobra a regularização de Pedro para poder tê-lo em campo.

— O pedido do Flamengo é para que a CBF libere o atleta no sistema, que hoje consta como convocado, portanto sem condição de jogo. Os clubes não são obrigados a liberar atletas para jogos que não são oficiais da Fifa, como é o caso das Olimpíadas.

A Seleção Olímpica irá a Tóquio no dia 1º de julho e se preparará para defender o Brasil no maior evento esportivo do mundo. A abertura das Olimpíadas está agendada para o dia 22 de julho, com a cerimônia de encerramento para o dia 07 de agosto.

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui