O jornal inglês “The Guardian” publicou uma matéria comparando os casos ocorridos com o atleta do Flamengo, Gerson, e com o pequeno Luiz Eduardo. Em comum, o racismo sofrido pelos dois. A reportagem fala sobre como o preconceito está enraizado no país, atingindo desde os campos de várzea, até o futebol profissional.

VÍDEO: Bruno Henrique concede entrevista coletiva no Ninho do Urubu

O veículo também detonou o andamento do andamento do caso, citou o apoio de alguns atletas ao jogador do Flamengo e apontou como “reflexos do racismo estrutural da sociedade”. Falou como foi “constrangedor” para o Bahia, clube que tem se colocado como progressistas quanto a esses assuntos, ter que lidar com esse acontecimento.

A atitude de Mano Menezes no caso foi classificada pelo jornal como “o episódio mais vergonhoso de sua carreira”, tendo em vista que o treinador, à época no comando do Bahia, tratou com ironia as reclamações de Gerson, tratando-as como “malandragem”.

+ Torcedores do Flamengo picham o muro da Gávea pedindo saída de Rogério Ceni

O “caso Gerson” ainda vem tendo desdobramentos, o atacante Bruno Henrique e o zagueiro Natan, prestarão depoimento como testemunhas do volante nos próximos dias.

Por: O Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui