Pablo Marí ficou pouco tempo no Flamengo, mas o suficiente para ganhar o respeito e carinho dos torcedores. Aqueles tidos como seus substitutos, Léo Pereira e Gustavo Henrique colecionam falhas e fazem os flamenguistas sentirem ainda mais saudades do espanhol.

+ Rogério Ceni e Marcos Braz são alvos em pichação no CT do Flamengo

De longe, Marí acompanha o momento ruim vivido pelo Rubro-Negro. Em entrevista ao canal ESPN Brasil, o defensor de 28 anos reprovou a saída precoce do técnico Domènec Torrent. Para ele, foi uma decisão errada da direção do clube carioca.

“Minha ideia de um treinador, e isso eu já disse muitas vezes, é que quando você como diretor de um clube contrata um treinador é porque a ideia desse treinador é a que você acredita ser a melhor para a equipe. Para mim, trocar muito rapidamente um treinador é algo que está completamente errado”, disse.

“Acredito que quando você dá confiança ao treinador tem que dar completamente. Esse técnico precisa de tempo, tempo para conhecer os jogadores, para adaptar sua ideia à equipe, a equipe tem que entender o que pede o treinador, e isso precisa de um processo de tempo. Não vai ser em dois dias, nem um mês nem dois, precisa de tempo”, seguiu.

Por fim, Mari palpitou sobre o atual comandante, Rogério Ceni. “Pessoalmente não conheço o Rogério, mas acredito que se Marcos Braz, Landim e Spindel o escolheram é porque confiam nele, que é o melhor para o Flamengo. Então, se o fizeram, é porque é a decisão mais correta”, concluiu.

Por: Torcedores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui