Dan Friedkin | Foto: Divulgação Roma
Continua após a Publicidade

Visado internacionalmente pela qualidade de sua base e por sua grandeza no Brasil, o “país do futebol”, o Flamengo entrou na mira do bilionário norte-americano Dan Friedkin. Desta forma, o Mais Querido é o terceiro clube carioca a ser observado  como investimento de personalidades internacionais, como foram os casos de Botafogo e Vasco, comprados recentemente.

CEO e herdeiro da Gulf Sate Toyota, distribuidora de veículos Toyota nos Estados Unidos, Dan Friedkin trabalha também como diretor e produtor cinematográfico, com treze filmes em sua carreira.

Continua após a Publicidade

Além disso, ele também é conhecido também por ser piloto, e tem habilitação para dirigir seus próprios aviões. Segundo a lista da Forbes, é o 590º mais rico do mundo, com fortuna estimada em US$ 4,2 bilhões. Nos Estados Unidos, ele é o dono da maior coleção de aviões de guerra. Não por acaso, o grupo do qual é presidente tem vários negócios envolvendo aviação.

Aos 57 anos, o empresário é proprietário e presidente da Roma, a qual comprou por cerca de € 591 milhões em agosto de 2020. Após adquirir o clube italiano, Dan Friedkin deseja investir ainda mais no futebol e possui outros dois alvos além do Flamengo: Cannes, da França, e Kortrjik, da Bélgica.

O futebol carioca tem chamado bastante atenção de empresários norte-americanos. O primeiro a garantir seu investimento no campo foi o ex-skatista John Textor, que comprou 90% da SAF (Sociedade Anônima de Futebol) do Botafogo por R$ 410 milhões.

Logo em seguida, o Vasco acertou a venda de 70% do clube para a 777 Partners, também dos Estados Unidos. O acordo foi selado em R$ 700 milhões.

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui