Saiba quanto tempo Gabigol ficará fora de combate, pelo Flamengo

Gabigol vai precisar de cerca de um mês para se recuperar da torção no tornozelo direito – sofrida nesta quarta-feira, no jogo contra o Independiente Del Valle, pela Libertadores, no Maracanã – e voltar a atuar com a camisa do Flamengo.

Com isso, pode desfalcar o time pelo restante do primeiro turno do Brasileiro. O que engloba os duelos contra Athletico-PR, Sport, Vasco, Bragantino, Corinthians, Internacional e São Paulo. Na Libertadores, não enfrentaria o Junior Barranquila, dia 21. E ainda é dúvida para as oitavas de final da Copa do Brasil, dias 28 e 4 de novembro.

Após a partida, o atacante foi ao hospital fazer exames para descartar a fratura no local, mas precisou imobilizar a região e vai utilizar muletas para evitar o contato do pé com o chão no primeiro momento, até a região desinchar. Com limitação de movimento, o prazo de recuperação para volta aos treinos é de duas a três semanas.

O acessório foi disponibilizado logo depois da partida, e já parou nas redes sociais de Gabigol, que chamou a muleta de minha sócia. Nesta quinta-feira, o atacante não foi ao Ninho do Urubu e ficou tratando em casa. Uma das opções para acelerar a recuperação é pedalar quando o pé estiver com menos edema e dores. Mesmo assim ainda serão necessários alguns dias de treino no campo para voltar a atuar. Outro recurso é a piscina.

A recuperação da lesão ligamentar é conservadora, pois não houve rompimento dos ligamentos. Mesmo assim, será necessário tratamento intensivo. O que gerou um baque para o atleta, que acabara de retornar de contusão muscular.

“Eu não vou parar por nada no mundo. Não é só um campo, é minha casa, não é só uma chuteira, é meu futuro…me parar no jogo vai ser difícil, não posso ver guerra que vou e luto”, postou o jogador em seu Instagram ainda na madrugada.

Internamente, o atacante relatou ao Flamengo que, ao tocar o solo, caiu em um dos desníveis entre os rolos de grama, que ainda não estão ligados totalmente entre si.

Em um lance de disputa pelo alto no meio campo, Gabriel saltou, mas, na aterrisagem, seu tornozelo sofreu uma entorse. Na imagem da televisão, o movimento foi brusco. E o pior não aconteceu, segundo o Flamengo, pois o jogador tem uma estrutura muscular muito forte e estava usando proteção no tornozelo.

O local é alvo de tratamento preventivo durante os treinamentos no Ninho do Urubu. Recentemente, o atacante sofreu torção semelhante, contra o Santos, na Vila Belmiro, e acabou desfalcando o time no jogo seguinte.

O atacante tem grande resistência a dor e é muito dedicado na recuperação, o que gera otimismo. O tratamento normalmente é feito pelo atleta em dois períodos, e também em sua casa, com auxílio de aparelhos e profissionais.

Curiosamente, Gabriel saiu para a entrada do outro atacante, Bruno Henrique, que, recuperado da Covid, desencantou na noite de ontem com dois gols e foi eleito o melhor jogador em campo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui