Apesar do impacto financeiro que a eliminação na Conmebol Libertadores trará aos cofres do Flamengo, a diretoria está decidida a manter dois dos três reforços que contratou por empréstimo no começo de 2020. Quer manter Thiago Maia e Pedro. Já Pedro Rocha deve sair.

A informação é do jornalista da ESPN Brasil Mauro Cezar Pereira em seu blog no UOL nesta quinta-feira (3).

O volante Thiago Maia, que sofreu uma grave lesão no joelho e será operado nesta quinta, continua nos planos rubro-negros e com intenção de prorrogar o empréstimo até dezembro de 2021. No entanto, tudo dependerá de negociação com o Lille. O acordo atual é até o meio do ano.

Já a situação de Pedro pede urgência, pois ele tem contrato com o Flamengo até o final deste mês. O clube brasileiro quer comprá-lo e para isso tem 12 milhões de euros (R$ 76 milhões) para pagar a Fiorentina. Ainda que haja um acordo para parcelar o valor em seis prestações, o baque nas receitas da temporada exigirá criatividade para quitar a primeira parcela já no primeiro semestre de 2021.

Pedro Rocha está em situação oposta aos dois nomes citados. Ele teve uma temporada ruim, com apenas dez partidas e um gol, por causa de lesões. O Flamengo não deve negociar com o Spartak Moscou para ampliar o vínculo, que terminará em dezembro.

A queda nas oitavas de final da Conmebol Libertadores trouxe uma dor de cabeça financeira para a diretoria. Como detalhou o repórter da ESPN Brasil Pedro Henrique Torre, a queda no continental e na Copa do Brasil fará com R$ 100 milhões deixem de entrar nos cofres.

O valor leva em conta premiações, patrocínios e outras receitas, que ajudariam a equilibrar a balança em temporada da pandemia da COVID-19 que tirou bilheterias e boa parte do sócio-torcedor. Por isso a negociação de jogadores será uma necessidade.

Por: ESPN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui