Paulo Sousa, técnico do Flamengo | Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
Continua após a Publicidade

O Flamengo começa 2022 com um novo projeto. Paulo Sousa assumiu o clube pouco depois das frustrações do time no final da temporada 2021, com a perda dos títulos da Conmebol Libertadores, do Brasileirão e da Copa do Brasil.

O treinador português chega com a missão de fazer a equipe retomar o caminho das glórias, e mudanças podem ser vistas no time titular. Nas primeiras entrevistas, o comandante já deu sinais de que poderá implementar questões que nem mesmo Jorge Jesus fez.

Continua após a Publicidade

A primeira é a possibilidade de o time atuar em mais de uma formação, tendo mais variedade de acordo com cada partida. Em sua coletiva de apresentação, Paulo falou em linha de quatro na defesa, mas lembrou que já atuou com três zagueiros na Fiorentina.

Ao mesmo tempo, o treinador também falou sobre variações no ataque, atuando com dois atacantes, como os torcedores se acostumaram nos últimos anos com Gabigol e Bruno Henrique, mas também abriu a possibilidade para atuar com três atletas na frente.

Nesse ponto, um jogador pode ser beneficiado: Pedro. E o treinador não fechou as portas para atuar com o centroavante ao lado de Gabigol, algo que Jesus, Domènec Torrent, Rogério Ceni e Renato Gaúcho foram relutantes.

— Em relação ao Pedro e Gabigol, penso que temos três atacantes muito fortes. Claro que só depois de trabalhar em campo vamos poder entender a capacidade de cada um. Só depois de interagirmos, vamos poder tomar decisões. Em outros clubes, integrei três atacantes. Penso também em fazer em vários jogos desde o início e durante o próprio jogo também, disse.

— Com certeza trabalhando com uma ideia em comum, é possível. Bruno [Henrique] é muito forte, tem muita qualidade de gol e de área. Também pensamos em integrá-lo em todos os processos e dinâmicas. Gosto de ver minha equipe criar oportunidades. São três jogadores com muitas oportunidades de concretizar. Marcando mais do que nossos adversário, ganhamos os jogos. Quero criar oportunidades para fazermos muitos gols, completou.

Desde janeiro de 2020, Pedro e Gabigol começaram como titulares juntos em apenas nove partidas, com seis vitórias, dois empates e uma derrota, sofrida na última partida em que iniciaram contra o Santos. A dupla ainda marcou sete gols nestes jogos.

Para isso acontecer, porém, algum titular teria que ser sacado. No momento, Éverton Ribeiro, contestado pelo nível de suas atuações recentes, seria o favorito a deixar a equipe. O que acontecerá, porém, ainda é um mistério.

Time-base do Flamengo para o início de 2022:

Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luis; Willian Arão, Andreas Pereira, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui