Flamengo já tem 6 desfalques para jogo contra o São Paulo; número pode aumentar

O técnico do Flamengo, Rogério Ceni, mostrou bastante pessimismo em relação à montagem do time para o duelo decisivo contra o São Paulo, na quarta-feira, pelas quartas da Copa do Brasil, no Morumbi.

Após o empate por 1 a 1 com o Atlético-GO, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico do Flamengo, Rogério Ceni, mostrou bastante pessimismo em relação à montagem do time para o duelo decisivo contra o São Paulo, na quarta-feira, pelas quartas da Copa do Brasil, no Morumbi.

Em coletiva de imprensa no Maracanã, Ceni fez uma lista “infinita” de desfalques já confirmados e outras possíveis ausências, e salientou que só conseguirá montar a equipe para encarar o Tricolor “horas antes” do duelo na capital paulist.

“O Pedro, como vocês devem saber, infelizmente foi cortado da seleção por lesão. Segundo nosso departamento médico, Rodrigo Caio, Diego Ribas e Filipe Luís não tem condições de retornar. E vamos ter que reavaliar o Gabigol e também o Thiago Maia”, iniciou Ceni, citando a dupla que saiu lesionada neste sábado.

“O Isla, acredito pela distância, onde vai jogar (com a seleção do Chile), dificilmente vai jogar com o Flamengo. E o Everton Ribeiro, que foi muito bem no 1º jogo (da seleção brasileira, contra a Venezuela) acredito que deve jogar novamente (contra o Uruguai), então a gente não conta com ele”, seguiu.

“Infelizmente, nós temos uma quantidade enorme de jogador com experiência, jogadores que levam, ajudam a conduzir o Flamengo à frente, mas que estão com problemas. Temos que encarar o momento e tentar achar a solução da melhor maneira possível”, acrescentou.

“Eu não posso definir o time hoje. Temos que esperar amanhã, os atletas estão esgotados, sem folga. O time só será definido na terça, quando a gente viaja para Sâo Paulo, ou quem sabe aguarda quem volta das seleções, ver o Everton Ribeiro como está, se poderá ser escalado na quarta… Só na quarta antes do jogo vamos definir na totalidade a equipe”, salientou.

Sobre Arrascaeta, Ceni confirmou que tentará usar o uruguaio, mas explicou que irá escalá-lo em uma posição com menos exigência física no meio-campo.

“Independentemente dele ter condições ou não, vamos tentar ao máximo colocá-lo no jogo de quarta. Ele ontem sentiu um incômodo no tornozelo e não pode treinar. Hoje, sei que ele tratou e fez todo o possível para jogar. Deu para colocá-lo na beirada, onde eu gosto. Mas ele não vai ter a condição física de fazer o que ele e o Everton Ribeiro fizeram no passado”, observou.

“Vamos ter que achar uma solução em uma posição que ele possa nos ajudar. Ele quer ajudar, mas a condição física para jogar no lado do campo está complicada… O elenco inteiro está muito cansado, com muitas lesões e desfalques. E isso atrapalhar qualquer treinador”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui