Galvão Bueno critica postura do Palmeiras: “Egoísta”

O narrador Galvão Bueno criticou a postura do Palmeiras de não querer adiar a partida de domingo (27) contra o Flamengo pelo Brasileirão. Galvão disse que a posição do time paulista é egoísta e que espera bom senso da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Veja também: Domènec Torrent compartilha vídeo dos bastidores e torcida elogia postura do técnico

“A posição do Palmeiras é egoísta. Talvez visando uma vantagem esportiva? Gostaria que não fosse assim. O risco de contaminação é gigantesco. Não consigo concordar com a posição do Palmeiras”, disse ele no programa “Seleção SporTV”.

Atualmente, o Flamengo tem 17 casos confirmados de covid-19. A lista inclui 11 jogadores; dois integrantes do departamento de futebol; o técnico Domenec Torrent; o vice-presidente de futebol, Marcos Braz; o vice-presidente de relações externas, Luiz Eduardo Baptista; e o presidente Rodolfo Landim.

“Eu tenho para mim que a CBF vai tomar uma posição de bom senso. Espero que isso aconteça”, disse Galvão.

Regra da CBF

De acordo a diretriz técnica operacional para o retorno das competições da CBF, as equipes precisam realizar testes para o coronavírus 72 h antes de um jogo. Os resultados precisam ser enviados à CBF até 24 h antes da partida pelo time mandante e até 12 h antes da viagem da equipe visitante, no caso o Fla.

Agora, a posição do Palmeiras é errada por essas consequências, pelo que pode vir a acontecer. Você tem jogo, tem contato físico entre os jogadores. A situação do Flamengo é grave.

No Palmeiras, entende-se que esta regra diminui bastante o risco de um possível contágio dos seus jogadores, uma vez que aqueles que testarem positivo antes da partida estarão vetados. Além disso, é citada a lista de inscritos de 40 atletas na competição, já prevendo possíveis ausências por conta do coronavírus.

Vice do Fla reclama

Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente do Fla, afirmou que o adiamento da partida contra o Palmeiras, válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, não é mais uma questão esportiva, mas sanitária.

“As pessoas falam que o Flamengo deve jogar com garotos da base. Como nós vamos trazer os garotos da base para misturar com pessoas que foram submetidas a uma altíssima carga viral. Temos nove atletas não contaminados. Aí, eles passam para os outros onze, para a arbitragem, para o Palmeiras”, disse ele em entrevista ao mesmo programa.

Não é uma questão esportiva, é uma questão sanitária, é uma recomendação médica de infectologistas que o jogo seja adiado.

Por: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui