Continua após a Publicidade

Além das eliminações precoces na Libertadores e na Copa do Brasil, o Flamengo está perdendo força na briga pelo oitavo título do Campeonato Brasileiro. Alguns jogadores não estão entregando o esperado pela torcida e a semana foi de cobranças na porta do CT. Segunda contratação mais cara de 2020 (R$ 27,7 milhões), só atrás de Michael, Léo Pereira faz parte da lista que não vem agradando, porém o Rubro-Negro mantém cautela com o jogador.  

+ Veja os times mais “ajudados” e “prejudicados” pelo VAR após a 29ª rodada do Brasileirão

Continua após a Publicidade

O zagueiro não conseguiu repetir as boas atuações que teve no Athletico e a diretoria já não descarta negociar o camisa 4. O mercado da bola vai esquentar para a virada de temporada, mas até o momento Léo Pereira não recebeu proposta oficial e nem foi sondado por outras equipes. 

A diretoria rubro-negra não vê necessidade de negociar o atleta no momento, mesmo com os déficits sofridos  no caixa em 2020, e conta com o defensor para a próxima temporada. Neste cenário, a palavra de ordem na Gávea é de não forçar uma negociação. A venda será feita apenas em caso de compensação vantajosa financeiramente para o Fla. 

Atual situação dentro do elenco

Desde a chegada de Rogério Ceni, Léo Pereira tem cada vez mais perdido espaço na briga por uma vaga no time titular. A última aparição do camisa 4 foi no ano passado, contra o Racing, na Argentina, no empate por 1 a 1. Desde então, o jogador vem sendo relacionado para os compromissos do Rubro-Negro, mas tem ficado no banco de reservas.

Na visão da comissão técnica, o atleta sentiu muito a parte psicológica nesta partida da Libertadores. A avaliação no clube é que o zagueiro não consegue repetir os bons treinamentos que faz dentro do campo por falta de confiança quando a bola rola. Com isso, ele foi para o fim da fila na lista de zagueiros do elenco, perdendo espaço para Natan e Gustavo Henrique. O último, inclusive, na avaliação de Rogério Ceni é um atleta que suporta melhor a pressão e consegue repetir o que faz no dia a dia nas partidas. Por isso, o camisa 2 tem mais minutos.

+ “Ceni está morrendo abraçado com atletas que não estão bem”, afirma ex-jogador

Números de Léo Pereira

34 jogos
2872 minutos em campo
1 gol marcado
3 títulos (Recopa Sul-Americana, Supercopa do Brasil e Campeonato Carioca)
1 jogo sem tomar gol no Campeonato Brasileiro
1 cartão amarelo no Campeonato Brasileiro

Por: ColunadoFla

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui