Sócio torcedor do Flamengo cai pela metade e o clube subtrai quantia milionária

Em 2019, o Flamengo passou por uma boa fase sob o comando de Jorge Jesus, o Mengão conquistou a Conmebol Libertadores após trinta e oito anos, como também o Campeonato Brasileiro.

Ao mesmo tempo, fora das quatro linhas, o Flamengo bateu o recorde de 150 mil membros no sócio torcedor, a melhor marca do clube tinha sido em 2017 na final da Sul-Americana chegando a 122 mil sócios.

Em contrapartida, 2020 chegou trazendo outro cenário, para todo setor da economia e como o futebol não é só dentro das quatro linhas, o Clube também foi afetado, com efeito do COVID-19, o programa do Sócio torcedor caiu drasticamente pela metade, até o momento da matéria os números contabilizados são 73,882 sócios.

Sem perspectivas para volta da torcida aos estádios, a expectativa é que o declínio de sócios continuem, e o Flamengo continue subtraindo milhões em seu orçamento financeiro. O presidente do clube, Rodolfo Landim, foi quem lutou pelo retorno da torcida aos estádios, porém a ideia foi descartada pela decisão dos outros clubes com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

VEJA TAMBÉM: Quebrou o silêncio! Marcos Braz fala sofre renovação com Diego Alves

Segue abaixo tabela de valores para adesão e renovação no programa Sócio Torcedor:

Flamengo Wallpapers: Baixe para o seu celular.
Ajude o Flamengo: Seja sócio torcedor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui