Rodinei comemorando título pelo Flamengo — © Getty images
Continua após a Publicidade

ESPN: Após a derrota por 2 a 1 para o Flamengo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o Internacional passou a depender de uma combinação de resultados para ser campeão. Além de ganhar do Corinthians, na próxima quinta-feira, pela 38ª rodada, o Colorado precisa que o São Paulo vença ou empate com o Fla, no Morumbi.

Elusmar Maggi Scheffer, torcedor do Inter que ganhou as manchetes nesta semana ao doar R$ 1 milhão para que o lateral Rodinei pudesse ser escalado, chegou a dizer no domingo, logo após a derrota colorada, que daria um incentivo financeiro ao Tricolor paulista. Mas nesta segunda-feira voltou atrás.

Continua após a Publicidade

O torcedor, em nota divulgada no portal UOL, afirmou que falou aquilo no “calor do momento”.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, no domingo, o agricultor prometeu “injetar dinheiro” no São Paulo como “mala branca” para que a equipe consiga um bom resultado contra o Rubro-Negro.

“Vou injetar dinheiro no São Paulo para a gente ser campeão. Vou estudar com a minha parte jurídica como proceder amanhã (segunda-feira, 22). Vai ser 1 a 0 para a gente contra o Corinthians”, afirmou.

Scheffer também descreveu como “uma vergonha” a expulsão do lateral-direito Rodinei, no início do 2º tempo, após revisão do árbitro Raphael Claus no monitor do VAR.

“É que nem aquela história: ‘Tenho de fazer uma entrega no Rio de Janeiro e sei que vou ser roubado, mas tenho que ir lá’. Isso não existe, foi uma vergonha, o lance do Rodinei foi uma vergonha. Na quinta, vamos ser campeões”, apostou.

+ Flamengo e Internacional bate recorde de audiência da Globo; veja números

Vale ressaltar que o R$ 1 milhão foi doado por Scheffer sem contrapartidas – ou seja, o Internacional não precisará pagar o torcedor de volta.

Veja abaixo a nota na íntegra de Elusmar:

Como qualquer colorado, fui impactado pela partida de domingo (21) no Maracanã. O amor pelo clube me moveu a fazer uma doação espontânea com intuito de ajudar, de fazer a minha parte na busca pelo título. Depois de tudo que aconteceu, com o lamentável erro do árbitro e do VAR, e a derrota que deixa o título mais difícil agora, me manifestei sem pensar. Envolto em emoção, afirmei que poderia participar da última rodada com aporte financeiro ao São Paulo, algo que considero equivocado. Sei que não é ético, aceitável, nem necessário este tipo de coisa, já que o São Paulo, como grande clube que é, não precisaria de qualquer incentivo para tentar a vitória. Peço desculpas pelas palavras ditas “no calor do momento” e reitero que jamais falei em nome do Inter. Reforço que não vou fazer qualquer movimento nesta última rodada, deixando o protagonismo todo para quem sempre deve tê-lo: os jogadores. Vamos, Inter! Estaremos sempre contigo!

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui