Rogério Ceni, técnico do FLamengo — © Alexandre Vidal
Continua após a Publicidade

Convidado especial do Seleção SporTV, o técnico Tite garantiu que Gerson, do Flamengo, não está sofrendo boicote nas convocações para a Seleção Brasileira e justificou que a mudança de modelo de jogo com Domènec Torrent o prejudicou na briga por espaço no elenco canarinho.


Ramon faz belo lançamento para Rodrigo Muniz marcar contra o Fluminense no Sub-20; assista

Continua após a Publicidade

Na visão de Tite, Dome impôs mudanças no estilo de jogo do time rubro-negro após a saída de Jesus que fizeram o meia sofrer com uma alteração de posicionamento em campo. Entretanto, agora com Rogério Ceni, o meia de 23 anos tem voltado a velha forma assim como o time rubro-negro.

“Agora com o Rogério Ceni, o Flamengo tá recuperando a memória tática do Jorge Jesus. Um primeiro meio-campista, um articulador na fase ofensiva na frente dele, no caso o Gerson, dois externos que flutuam, criam e são articuladores, que são Everton e Arrascaeta, pra dois atacantes centrais de movimentação, que é Gabigol e Bruno Henrique. Ele tá trazendo essa memória tática porque foi o melhor momento do Flamengo“, disse.


Incoerente! Tite convocou jogadores do Flamengo, mas aponta outros jogadores como melhores do Brasil


“Quando veio o técnico espanhol, ele começou a modificar um pouquinho e trazendo o Gerson por vezes como homem mais avançado com dois meio-campistas posicionais, Arão e Thiago Maia. Quebrou-se a estrutura um pouquinho e demora um tempo para se reorganizar. Atacantes de velocidade do lado, como o próprio Ceni fez no começo. Ele refaz uma estrutura que deu certo“, finalizou.

Contratado no mês passado, Rogério Ceni já dirigiu o Flamengo em nove partidas – sendo três vitórias, três empates e três derrotas.

Por: Hashtag Rubro-Negro

Continua após a Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui